Governo age com moeda de troca para aprovação da reforma da Previdência

Ligado .

Executivo tenta comprar votos da base com liberação de mais de R$ 1,8 bi de emendas parlamentares.

Após ter anunciado a liberação de R$ 800 milhões de emendas parlamentares no mês passado, o presidente ilegítimo Michel Temer decidiu antecipar o desembolso de mais R$ 1,8 bilhão aos congressistas de sua base. A medida foi anunciada em meio a uma tentativa de convencê-los a aprovar a reforma da Previdência (PEC 287/2016), que deve ser votada em breve.

Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, os recursos para emendas impositivas individuais estavam programados para ser liberados apenas em outubro, novembro e dezembro. Contudo, com a antecipação, R$ 1 bilhão serão pagos para projetos de parlamentares neste mês e R$ 800 milhões em maio.

A liberação constata o desespero do governo em passar a reforma Previdenciária a qualquer custo, uma vez que o placar está virando. São necessários 308 votos para a aprovação em cada um dos dois turnos de votação no Plenário, mas por enquanto a PEC possui apenas 100 votos favoráveis, enquanto quase 300 deputados já se manifestaram contrários.

 

 

Do PSOL Nacional wwwpsol50.org.br