Trabalho decente será tema de Fórum em Lisboa

Ligado .

O senador José Nery (PSOL/PA) será um dos representantes do Brasil no "Fórum sobre Trabalho Decente por uma Globalização Justa" que começa nesta quarta-feira, 31. O evento que será realizado na capital portuguesa, Lisboa, é promovido pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) e União Interparlamentar (UIP) e tem o apoio da União Européia. O Fórum deve reunir cerca de 250 pessoas, entre sindicalistas, empregadores, governos e parlamentares de todo o mundo.

    Lançada em 1999, a Agenda pelo Trabalho Decente quer colocar o tema no centro das discussões mundiais e incluiu o tema nos Objetivos do Milênio para o Desenvolvimento da Assembléia Geral das Nações Unidas. O objetivo é direcionar as políticas econômicas sociais e ambientais de forma que seja garantido a todos o direito ao trabalho digno.

    A falta de emprego tem sido apontada com um dos maiores problemas atuais. As estatísticas internacionais apontam que 25% da população padecem com a falta de trabalho. Cerca de 1 bilhão vivem abaixo da linha da pobreza, com renda inferior a um dólar por dia. E o problema deve se agravar. A estimativa é de que nos próximos dez ano, a população economicamente ativa do mundo crescerá em 430 milhões. Isso significa que seria necessário gerar mais de 40 milhões de empregos por ano para absorver essa nova mão de obra formada em sua maioria por jovens.

    O evento em Lisboa é resultado da decisão da OIT e União Interparlamentar de trabalharem juntas pelos próximos quatro anos na realização de ações que promovam o trabalho decente. Entre os objetivos está a geração de emprego e criação de empresas, a garantia de direitos trabalhistas, a proteção social e o diálogo social

    Nery vai participar de três rodadas de debates. A primeira terá como tema "Emprego, Educação, Formação Qualificada e Tecnologia". Na segunda, o assunto em debate será o Fluxo Interno e Internacional para Procura do Trabalho e, no último, os participantes vão tratar das possibilidades de trabalho Decente para Jovens, Homens e Mulheres, a luta contra a discriminação e os fatores desfavoráveis".

    A intenção da OIT ao envolver os parlamentares no debate é fazer com que o tema seja colocado no centro dos debates e que procurem celebrar acordos e propor leis que dêem prioridade ao trabalho decente.